Preparar canteiros, realizar o plantio de mudas, regar diariamente, cuidar do solo e atentar para o desenvolvimento das plantas, sem descuidar dos ataques de pragas. Todos estes conceitos podem ser aprendidos dentro de uma sala de aula. Porém, são assimilados com mais facilidade e profundidade quando a experiência é real, permitindo que as mãos dos alunos revolvam a terra, enquanto seus olhares atentos acompanham o crescimento de cada planta.

A horta da Escola Virgem dos Pobres, localizada na Rua Nossa Senhora do Carmo, onde são produzidas hortaliças, legumes e verduras recebeu a visita dos vereadores Jura e Jeane Nascimento na manhã desta quinta-feira (18).

Acompanhados dos técnicos responsáveis pelo Projeto ”Cantinho Verde”: professora Cássia Maria e Eudys Araújo, os vereadores puderam conhecer de perto a forma como o projeto está sendo desenvolvido na referida unidade de ensino.

Atualmente são 10 escolas atendidas com o referido projeto onde todos os alimentos produzidos já têm destino certo: a merenda dos alunos.

De acordo com a professora Cássia Maria, na Escola Virgem dos Pobres (local onde foi visitado pelos vereadores), está sendo adotado um novo modelo de cultivo e de irrigação, o que tem mostrado um melhor resultado com relação ao projeto em vários aspectos, entres eles é a redução do consumo de água e a diminuição do tempo utilizado para manutenção. Outro ponto positivo é a parceria com a EMATER, que tem disponibilizado medidas que facilitam todo o manejo com as hortas principalmente no que diz respeito a irrigação.

O Projeto Horta Escolar teve seu inicio em 2015 e o mesmo encontra-se a todo vapor contribuindo para o enriquecimento nutricional da merenda escolar através da produção de coentro, cebolinha, tomate, couve, beterraba, berinjela, cenoura, pimenta doce, abóbora, pimentão e o cultivo da macaxeira, mas principalmente para conscientizar toda a comunidade escolar sobre a importância do meio ambiente e incentivar a formação de bons hábitos alimentares.

Sem duvidas é uma excelente iniciativa e que deve ser copiada em demais escolas ou espaços públicos. Ter crianças e adolescentes cuidando de uma horta além de ensinar o cultivo da terra é um ponto fundamental para incentivar a educação alimentar.